Como divulgar sua marca pessoal na internet

Criar um site ou rede social para uma marca pessoal pode ser assustador no início, mas é o caminho mais fácil de fazer seu trabalho ser reconhecido fora do seu círculo social. Nas mídias sociais você pode criar uma rede de contatos de pessoas apaixonadas pelo seu trabalho que possam te levar a novos leads e possíveis clientes. Nesse texto, nós vamos te ajudar a começar.

Escolhendo o nome

O primeiro passo é decidir se você deve usar o próprio nome ou um nome fictício para o escritório ou blog pessoal. Uma forma de escolher é entender se você quer usar a sua rede social pessoal para divulgar o seu trabalho ou criar outras redes de contatos fora do seu círculo pessoal. Para um blog pessoal, por exemplo, faz mais sentido usar a própria rede social. Enquanto para um escritório de arquitetura, melhor criar contas próprias do escritório.

Entendendo seu propósito

Qual o objetivo da sua marca? Essa é a melhor maneira de entender quais ações você deve desenvolver e metas que você deve alcançar para chegar aonde quer chegar. Para um pequeno e-commerce de biquinis, por exemplo, o propósito pode ser a marca de beach wear preferida das adolescentes. Para esse objetivo, será necessário criar um espaço de venda direta dos produtos, criar redes sociais e realizar parcerias com blogs pessoais para desenvolver conexões entre a marca e o público.

Entendendo sua personalidade

Se a sua marca fosse uma pessoa, como ela deveria se comportar na internet? Se ela fosse uma pessoa, quem ela seria e como seria o dia dela? Para um aplicativo do mercado financeiro, por exemplo, a pessoa da marca seria um homem de 35 anos, casado, que gosta de cuidar da saúde e fazer exercícios físicos pela manhã. Esse homem tem jargões próprios, gosta de ler sobre assuntos ligados à saúde mental e física, tem preocupações sobre as finanças da família. Essas informações serão necessárias para o nosso próximo ponto.

Criando seu conteúdo

Aqui é onde você vai poder criar conexões com seu público, falando de coisas em comum entre eles e a sua marca. Se o seu público do seu escritório de arquitetura está interessado em iluminação natural em salas de estar, você vai escrever sobre isso utilizando a linguagem e modo de ver o mundo através da personalidade criada para sua empresa.

Se o seu público tem em torno de 18 anos e está interessado nos modelos de biquini na moda para o Verão, você vai adaptar a linguagem e as referências nas publicações, sem esquecer de colocar a coleção de Verão da sua empresa. E se o seu público quiser entender a melhor forma de fazer os investimentos renderem mais? Para falar com esse público você pode criar análises dos melhores investimentos da ocasião, dicas de investimentos por empreendedores que inspiram, e por que não tratar de saúde mental em “cinco formas de diminuir o estresse no dia a dia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *